Voltar
esther@esther.com.br
página inicial

Aqua Médium

Finalidade: Veículo solúvel em água. Para executar pintura aquarelada sobre a porcelana ou baixo vidrado, tanto no estilo tradicional como para técnicas de efeito com esponja ou plástico. Serve também para canetar ou esponjar fundos claros, e para frisos ou faixas no torno.

Modo de usar: Empastar a tinta para porcelana com o veículo na consistência regular de pasta dental. A peça deve estar perfeitamente limpa livre de qualquer gordura, pegadas de mão, etc...

Esta limpeza pode ser feita com o álcool absoluto, ou com uma solução de uma parte de vinagre para duas partes de água. O pincel deve ser reservado para usar somente em técnicas de água, não podendo nunca ser usado em óleo, pois por mais que se lave nunca ficará perfeitamente desengordurado. Após o uso com Aqua Médium, lave os pincéis somente com água corrente.

Técnicas:

1) Para pintar flores ou paisagem no estilo aquarelado, use um pincel roliço como o pointer 6 (Série 6000) ou pointer 5 de cerdas sintéticas. Use veículo Aqua Médium tanto para preparar as cores como para condicionar o pincel. Mantenha ao lado uma vasilha (copo) com água para lavar o pincel na troca de cores. Controle a umidade para não deixar a tinta escorrer e use o branco da porcelana como luz. Os movimentos das pinceladas devem ser leves como na técnica de aquarela sobre papel.

2) Para criar efeitos de textura aplique uma camada fina porém fechada, sem deixar escorrer, e depois pressione por cima um plástico amassado do tipo saco plástico transparente. Ao retirar o plástico ficarão marcas bem definidas das dobras, o que dá um efeito de textura.

3) Outro efeito pode ser dado com a esponja de furos largos. Neste caso amoleça um pouco mais a tinta e espalhe sobre uma paleta de vidro ou azulejo, deixando uma lâmina uniforme. Carregue a esponja sem deixar acumular em excesso, para não tapar os furos da esponja. A seguir pressione a esponja sobre a peça como um carimbo. Mas atenção, recarregue a esponja a cada vez que carimbar para que o efeito permaneça uniforme.

Importante: Se o esponjado ficar com partes muito grossas a tinta vai ferver na queima, portanto evite os acúmulos.

4) Para canetar é preciso que a caneta não esteja oleosa e a tinta deve estar bastante fluída. O tempo de secagem é muito variável dependendo do clima e até da cor. Na maioria das vezes não seca completamente, mas para queimar é bom deixar em descanso por um dia.

5) Para filetar no torno carregue bem o pincel apropriado (chanfrado ou outro de cerdas mais longas) e aplique. É importante "encharcar" bem o pincel com a tinta para que se obtenha o friso de uma só vez. Queima normal: 750ºC.